Páginas

Como fazer uma monografia

Os passos para se elaborar uma monografia são apresentados neste texto, de forma sintética, buscando orientar estudantes que têm a missão de redigir um trabalho monográfico.

 

Tema deve ser

delimitado

Veja aqui alguns critérios que podem auxiliá-lo a ter

êxito nesta etapa de

definição da pesquisa.

 

Problema com o

problema?

A formulação do problema é crucial para bom êxito da

pesquisa. Saiba como ela

ocorre.

 

O que é pesquisa? Para que se pesquisa em ciências sociais aplicadas?

 

Artigo explica como apresentar objetivos gerais e específicos do projeto

 

Pesquisa tem que ser relevante; projeto deve indicar sua

importância social e científica

 

domingo, 1 de junho de 2008

O que é pesquisa? Para que?

Como vimos em nosso encontro passado, a pesquisa constitui-se em um conjunto de procedimentos que visam produzir um novo conhecimento e não reproduzir, simplesmente, o que já se sabe sobre um dado objeto em um determinado campo científico.
Sob este enfoque, podemos trazer aqui a definição de Pedro Demo, para quem "pesquisa é a atividade científica pela qual descobrimos a realidade" (DEMO, 1987, p. 23). Deve-se observar que a realidade a que se refere Demo é a realidade social, alvo de investigação das ciências humanas e sociais, entre as quais as ciências sociais aplicadas, na qual se situam a Administração e as Ciências Contábeis.
Quanto às operações intelectuais envolvidas no processo de investigação, evocamos a definição de Delcio Salomon, que traduz muito bem o que é uma pesquisa e o que nela está envolvido: "Trabalho empreendido metodologicamente, quando surge um problema, para o qual se procura a solução adequada de natureza científica" (SALOMON, 2001, p. 152).
Pesquisa é, portanto, a investigação de um problema (teórico ou empírico) realizada a partir de uma metodologia (que envolve tanto formas de abordagem do problema quanto os procedimentos de coleta de dados), cujos resultados devem ser válidos, embora a provisoriedade seja uma característica do conhecimento científico.
Uma vez definida a pesquisa, precisamos indagar sobre quais as razões de sua realização. Seguindo Richardson, os cientistas sociais pesquisam para: a) resolver problemas sociais; b)formular novas teorias e criar novos conhecimentos; c) testar teorias existentes em um campo científico (RICHARDSON, 1989, p. 16-17).
As razões apontadas valem para quase todas as ciências humanas e sociais, mas ainda devemos elencar quais seriam as exigências de se pesquisar em Administração e Contabilidade. Como bem formula Matias-Pereira, pesquisa-se nestas áreas, entre outros motivos, para "gerar conhecimento sobre o processo de planejamento, organização, acompanhamento e controle que ocorrem em organizações", bem como para "aumentar a eficiência e eficácia" nestas instituições (MATIAS-PEREIRA, 2007, p. 29).
O pesquisador das duas áreas não pode perder o foco, ainda, naquilo que deve motivar toda pesquisa: a melhoria das condições de vida do homem ou, como escreve Matias-Pereira, o "desenvolvimento social".


7 comentários:

Anônimo disse...

Oi,
Parabéns pelo blog, encontrei muitas informações úteis e de fácil compreensão.
Tenho algumas questões para levantar. Tem ocorrido um grande número de alunos realizando pesquisa para trabalho de conclusão de curso de graduação e até pós-graduação/especialização sem qualquer rigor quanto às normas brasileiras de referência. O resultado são muitas monografias sem qualidade, orientadas e aprovadas por bancas examinadoras igualmente incapazes de avaliar um relatório final de pesquisa, pois geralmente são especialistas que também não sabem fazer ciência. Outras vezes ocorre escolha de membros para a banca examinadora a partir de amizades. Muitos consideram a disciplina de metodologia da pesquisa dispensável , pois não valorizam o processo científico e muito menos seu nome como autor de um trabalho acadêmico. Outra questão é: como saber qual a norma que deve ser seguida? existe um lugar que forneça as últimas atualizações da abnt? Pois é uma boa desculpa dizer que não está seguindo as normas-bases - nbr 6023/2002 e nbr 10520/2002, por exemplo -, porque se está seguindo um adendo da NBR que ninguém conhece. Por fim, qual a real função de uma banca examinadora? É avaliar o produto, o processo, a participação do autor na construção da monografia, ou é apenas uma forma de aumentar o currículo lattes ?

José Artur Teixeira Gonçalves disse...

Olá, obrigado por sua visita. Seu comentário é muito pertinente, sem dúvida! Na verdade, traz questões importantes para se discutir. Uma delas (sobre as normas) eu procurei responder/dialogar em um post à parte. Quanto ao demais, acho lamentável algumas posturas equivocadas. A primeira, como você cita, de que a metodologia é dispensável. Consequência: muitos trabalhos e pesquisas que não conseguem definir um foco. Aliás, essa postura é bem frequente em áreas que ainda não conseguiram se definir muito bem enquanto ciências. Também o faz-de-conta acadêmico das bancas é algo que preocupa muito. Perde-se a finalidade do debate científico. Se for assim, melhor ficar em casa assistindo TV. Um abraço!

Anônimo disse...

Olá Professor José.
Boa noite.
Sou professora de Trabalho de Conclusão de Curso. Gostaria se usar um trecho de filme que tratasse sobre o tema, ou que permitisse ao aluno uma reflexão sobre a importância da Pesquisa, principalmente na área da Educação.
grata
Angélica

Anônimo disse...

Olá,encontrei o blog o qual eu estava precisando, pois estou desenvolvendo o trabalho de TCC, e algumas dúvidas surgiram no momento da elaboração do meu resumo,estou descrevendo sobre as Políticas Públicas e Formação Continuada na área da Informática Educativa, e também utilizei a metodologia História Oral.
A minha dúvida seria: quando eu descrevo em minha pesquisa que estou investigando sobre as influências de políticas públicas em um determinado município, seria diferente de investigações das implementações dessas políticas.

katia disse...

Sou graduanda e estou trabalhando com estudos de Metodologia de Pesquisa. Dada a novidade do assunto para mim, tenho um pouco de dificuldade. Este blog é muito bom!! Obrigada por dividir seu conhecimento conosco.

Anônimo disse...

muito bom parabens!!!
i

ARTES DA RITTA disse...

OS CONTEÚDOS DIVULGADOS FORAM DE GRANDE AJUDA PARA SANAR ALGUMAS DÚVIDAS. AFINAL NINGUÉM CONSEGUE SABER TUDO O TEMPO TODO. OBRIGADA. MARIA RITA.