Páginas

Como fazer uma monografia

Os passos para se elaborar uma monografia são apresentados neste texto, de forma sintética, buscando orientar estudantes que têm a missão de redigir um trabalho monográfico.

 

Tema deve ser

delimitado

Veja aqui alguns critérios que podem auxiliá-lo a ter

êxito nesta etapa de

definição da pesquisa.

 

Problema com o

problema?

A formulação do problema é crucial para bom êxito da

pesquisa. Saiba como ela

ocorre.

 

O que é pesquisa? Para que se pesquisa em ciências sociais aplicadas?

 

Artigo explica como apresentar objetivos gerais e específicos do projeto

 

Pesquisa tem que ser relevante; projeto deve indicar sua

importância social e científica

 

sábado, 5 de janeiro de 2008

Quanto tempo leva?

Uma pergunta sempre frequente à mente de quem inicia a tarefa de escrever uma monografia é: quanto tempo é necessário?
A resposta a este questionamento demanda avaliar diversos fatores, alguns deles internos ao trabalho científico (diria-se intrínsecos) e outros externos ao trabalho, ou extrínsecos.
O fator externo mais determinante é o prazo concedido para a realização do trabalho pela instituição a qual se está vinculado (universidade, centro de pesquisa) ou pela agência que fomenta o trabalho (alguns pesquisadores obtêm bolsas e são pagos por agências governamentais ou não-governamentais para desenvolverem pesquisas).
Em geral, o prazo estipulado pelas instituições é de um ano para um trabalho de iniciação científica ou para o desenvolvimento de um trabalho de conclusão de curso. Dissertações de mestrado e teses de doutorado têm prazos mais longos (mas nem tanto assim), variando de 2 a 5 anos.
As variáveis intrínsecas são aquelas que correspondem às exigências de um trabalho científico, que demandam maior ou menor complexidade. Por exemplo, um trabalho que exija pesquisa experimental deve compreender neste cronograma um período para sua elaboração, além da análise dos dados, sua discussão e, finalmente, seu relato escrito (monografia). Da mesma forma, um estudo com base em documentação deve contemplar um prazo para a coleta das fontes, sua leitura, análise, discussão e redação do trabalho.
Em geral, para se cumprir os objetivos de um trabalho de conclusão de curso são necessários, no mínimo seis meses (aqui eu sigo Umberto Eco, em Como se faz uma tese, 1998, p. 14)e não mais do que um ano. As tarefas compreendidas na pesquisa (levantamento de dados, análise e redação) não consomem menos do que seis meses. De seis a 12 meses é o tempo ideal para desenvolvimento, geralmente coincidindo com o último ano da graduação (isso não significa que o estudante deva, necessariamente, deixar a tarefa para o último ano).
Quem tem a missão de escrever um TCC deve estar ciente, portanto, de que serão necessários pelo menos seis meses para a realização da tarefa. Por isso, a tarefa agora é pensar no tempo disponível, traçar objetivos e começar o trabalho. Até mais.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Ano novo, monografia à vista

Começa um novo ano.
Ainda estamos com aquele gostinho das festas, meio sem ritmo, sem vontade de encarar a pauleira do dia-a-dia. É, mas não tem jeito, não. Temos que recomeçar.
A cada ano que se inicia, fazemos aquele rápido balanço dos objetivos que atingimos no ano anterior e traçamos os novos desafios e metas que virão. Dentre todas as conquistas que serão batalhadas neste ano, uma com certeza é capaz de tirar o sono de muita gente e chega a dar azia (sem fazer referência à comilança das ceias natalinas e de réveillon): a monografia ou o chamado trabalho de conclusão de curso (TCC).
Trabalhos acadêmicos são hoje exigência para uma maior qualificação do profissional. Por isso, não pode ser encarado como aquelas atividades que planejamos no início de um ano, mas que sempre quebramos ou adiamos, como iniciar uma dieta.
Já que é inevitável, vamos aproveitar para pôr a mão na massa o mais rápido possível, sem postergar, sem se escorar em pensamentos do tipo "Depois do carnaval eu começo" ou, "Deixa começar as aulas, aí eu vejo o que faço"...
Aproveite o frescor do novo ano para iniciar seu projeto e, quem sabe lá pelo início do segundo semestre, sua monografia já não esteja bastante adiantada.
Neste ano eu também estou deixando de lado as justificativas ("Não tenho tempo" ou "Estou afogado em tarefas") e me lanço à tarefa de alimentar este blog. Aqui, procurarei compartilhar minha experiência em metodologia da pesquisa, respaldada em minha atividade de pesquisador e de docente na disciplina há oito anos, tanto em cursos de graduação como de pós-graduação.
Passarei a escrever aqui semanalmente. Todos os comentários e contribuições serão bem-vindos. Penso que este blog é - e deve ser de fato - um espaço de trocas. Por isso, lanço o convite para que iniciemos juntos essa nova jornada (eu, com este blog e o leitor, com sua monografia)estabelecendo um diálogo motivador. No mais, iremos conversando ao longo deste "restinho" de ano que ainda temos pela frente.