Páginas

Como fazer uma monografia

Os passos para se elaborar uma monografia são apresentados neste texto, de forma sintética, buscando orientar estudantes que têm a missão de redigir um trabalho monográfico.

 

Tema deve ser

delimitado

Veja aqui alguns critérios que podem auxiliá-lo a ter

êxito nesta etapa de

definição da pesquisa.

 

Problema com o

problema?

A formulação do problema é crucial para bom êxito da

pesquisa. Saiba como ela

ocorre.

 

O que é pesquisa? Para que se pesquisa em ciências sociais aplicadas?

 

Artigo explica como apresentar objetivos gerais e específicos do projeto

 

Pesquisa tem que ser relevante; projeto deve indicar sua

importância social e científica

 

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Toledo abre inscrições para encontro científico

Interessados em participar do Encontro Toledo de Iniciação Científica devem fazer as inscrições até o dia 31 de julho. Podem participar alunos do ensino médio, universitários (matriculados ou não na Toledo/PP) e pesquisadores que desejam fazer apresentação de trabalhos científicos.
Fazem parte da programação, palestras, mini-cursos e apresentações dos trabalhos inscritos, que podem abordar temas da grade curricular do ensino médio para os participantes deste nível de ensino. Além disso, universitários ou profissionais terão a oportunidade de produzir artigos em áreas diversas, como Políticas e Gestão Pública e Direitos Humanos. As inscrições podem ser feitas pelo site.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Citação indireta, a paráfrase

Além das citações textuais (ou diretas), um recurso muito utilizado nos textos acadêmicos são as chamadas citações indiretas ou paráfrases.
Parafrasear é reescrever, com nossas palavras, o pensamento de um autor, com o intuito de deixar o texto mais objetivo. Grandes trechos de uma obra podem ser citados como paráfrase, evitando-se longa e desnecessária cópia.
A paráfrase exige cuidados, como manter-se fiel à informação e à ideia do texto original parafraseado, além de se fazer remissão à fonte, sempre.
Cuidado com este ponto, pois uma paráfrase não é plágio. No entanto, um texto parafraseado, sem a devida fonte, torna-se um plágio. Este pode ser voluntário (proposital) ou involuntário, fruto de uma citação indireta mal feita.

domingo, 7 de junho de 2009

Quando e como citar


As citações figuram como importantes elementos na composição do trabalho acadêmico, seja do artigo ou da monografia. São elas que nos dão apoio e referencial das ideias que vamos refutar ou que pretendemos endossar.
No entanto, é preciso empregá-las com cautela. Temos visto muitos textos por aí que são verdadeiras obras do ctrl+c e crtl+v, o famoso recurso de copiar e colar.
Para que nossas produções intelectuais não se assemelhem a um patchwork - colcha de retalhos, alguns critérios precisam ser observados. Umberto Eco, em seu livro Como se faz uma tese (1998, p. 121-126) dá 10 orientações sobre como e quando citar. Vejamos suas sugestões:
1. A amplitude do uso de citações justifica-se apenas para textos que são objeto de nossa análise. Apensas documentos ou fontes primárias merecem profusão de citações em um texto;
2. Para os textos secundários, comentaristas e doutrinadores, a regra que vale é a do comedimento nas citações. A literatura crítica só é citada quando corrobora ou confirma nossa interpretação;
3. A citação de um texto pressupõe compartilhamento. Caso não façamos nenhuma crítica ao texto citado, pressupõe-se que compartilhamos da ideia do autor;
4. As citações exigem remissão clara ao autor e à obra por meio de referências ou notas;
5. As fontes primárias devem ser citadas a partir da edição crítica ou a mais conceituada;
6. As citações de textos em língua estrangeira exigem a transcrição do trecho original em nota de rodapé;
7. As citações breves (até três linhas) são feitas no próprio corpo do texto;
8. Para as citações longas (mais de três linhas), recuamos o texto quatro centímetros à direita, de forma blocada, com fonte menor;
9. As citações devem ser fiéis: não se pode mudar a forma de expressão do autor. Sublinhados, interpolações (comentários no meio de uma citação) e elipses (cortes de texto) devem ser expressamente indicadas;
10. Como diz Eco, "citar é como testemunha em um processo". Além da fidedignidade da informação, a fonte precisa ser indicada de forma clara, para que possa ser averiguada por todos.
Em síntese, o que vale mesmo é o bom senso do pesquisador. No mais, vale a regra: citamos um texto que em seguida será interpretado ou citamos um texto em apoio à nossa própria interpretação.

sábado, 6 de junho de 2009

Metodologia na pós em Direito

Encerramos neste sábado o módulo de Metodologia Científica na Especialização em Direito Civil da Finan. Foram três encontros nos quais pudemos dialogar sobre ciência e método científico, produção do conhecimento, estrutura e componentes do artigo científico e o processo de elaboração do artigo, do planejamento à redação. Destaque para a interatividade e espírito cooperativo da turma. Um abraço a todos!

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Orientação bibliográfica sobre monografia

A produção sobre metodologia e monografia é vastíssima, compreendendo obras dos mais diversos níveis e enfoques teóricos-metodológicos.
Assim, ao sugerir livros acerca do assunto, tive que fazer uma escolha, muitas vezes guiada por afinidades ou por considerar satisfatórias as abordagens dos autores em muitos dos aspectos concernentes à elaboração da monografia.
De forma alguma a biliografia apontada aqui é exaustiva. Ela procura listar, apenas, algumas obras essenciais para quem está fazendo uma monografia em ciências humanas ou ciências sociais aplicadas.
Obras clássicas - Os trabalhos listados abaixo podem ser considerados clássicos entre a bibliografia em língua portuguesa sobre monografia. São metodologicamente consistentes e auxiliam o trabalho dos estudantes e pesquisadores independentemente do nível ou da área:
ECO, Umberto. Como se faz uma tese. São Paulo: Perspectiva, 1998.
SALOMON, Délcio Vieira. Como fazer uma monografia. São Paulo: Martins Fontes, 2001.
Monografia em Administração - Duas obras que focalizam o trabalho de conclusão de curso em Administração:
ACEVEDO, Claudia Rosa; NOHARA, Juliana Jordan. Monografia no curso de Administração. São Paulo, Atlas, 2004.
VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em Administração. São Paulo, Atlas, 2005.
Monografia em Contabilidade - Em Ciências Contábeis, um bom manual foi organizado pela professora Ilse Beuren:
BEUREN, Ilse Maria (org.). Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade. São Paulo, Atlas, 2003.
Monografia em Direito - A bibliografia de TCC na área de Direito é enorme, mas um texto clássico nesta disciplina é: LEITE, Eduardo Oliveira. A monografia jurídica. 6ª ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2003.
Como dissemos, a relação apresentada aqui é bastante parcial, mas pode ser bastante proveitosa para aqueles que procuram uma bibliografia mais consistente sobre trabalho monográfico e projeto de pesquisa.