Páginas

Como fazer uma monografia

Os passos para se elaborar uma monografia são apresentados neste texto, de forma sintética, buscando orientar estudantes que têm a missão de redigir um trabalho monográfico.

 

Tema deve ser

delimitado

Veja aqui alguns critérios que podem auxiliá-lo a ter

êxito nesta etapa de

definição da pesquisa.

 

Problema com o

problema?

A formulação do problema é crucial para bom êxito da

pesquisa. Saiba como ela

ocorre.

 

O que é pesquisa? Para que se pesquisa em ciências sociais aplicadas?

 

Artigo explica como apresentar objetivos gerais e específicos do projeto

 

Pesquisa tem que ser relevante; projeto deve indicar sua

importância social e científica

 

domingo, 30 de março de 2008

Como resumir

Em nossas aulas, temos conversado sobre a importância do ato da leitura, suas dificuldades, bem como estratégias para superá-las. A esquematização e as etapas de análise textual propostas por Severino (2002: 47-61) podem nos auxiliar muito neste caminho.
Nesta semana vamos abordar um outro tipo de trabalho acadêmico bastante exigido nos cursos de graduação: o resumo.
Segundo a NBR 6028/2003 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), um resumo
sintetiza os pontos principais de um documento, podendo ser indicativo, informativo ou crítico.
Um resumo informativo é detalhado, trazendo informações sobre a finalidade, metodologia e conclusões a que chega o autor. Já o resumo indicativo pontua os aspectos principais do texto, mas não detalha informações quantitativas e qualitativas. Por fim, o resumo crítico, também chamado de resenha, consiste na análise crítica de um documento.
Para elaborar um resumo se faz necessário, antes de mais nada, uma leitura completa do texto. Durante esta leitura, vamos identificar as passagens mais importantes e as idéias principais do autor. É conveniente que a cada idéia identificada, assinalemos no canto do texto. Depois, em uma leitura mais detalhada, devemos voltar aos pontos assinalados e sublinhar aqueles que forem realmente centrais para o entendimento da tese do autor e do problema abordado no texto.
Somente depois desta leitura trabalhada é que vamos escrever o resumo. Por se tratar de trabalho de natureza informativa, devemos desenvolver no texto a sequência lógica de idéias do autor, que nos levem de seus objetivos iniciais e problematização ao esclarecimento de sua tese e de sua argumentação.
Um resumo desta natureza exige fidelidade ao pensamento do autor, exigindo a reelaboração da mensagem do autor com nossas próprias palavras. A menos que estejamos escrevendo um resumo crítico, não vamos pontuar no texto nossas opiniões pessoais.
Quanto ao estilo empregado, vale a recomendação de Délcio Salomon (2001: 114): use frases curtas e diretas.
No mais, além da prática constante da técnica (somente esta nos levará ao aperfeiçoamento da competência em resumir), fica uma última sugestão: leia resumos publicados em periódicos científicos de sua área. Além de se familiarizar com novas tendências em sua área técnico-cintífica, você poderá comparar os resumos indicativos elaborados pelos próprios autores com o teor do artigo, verificando assim o que é importante levar para o papel quando se resume um texto.