Páginas

Como fazer uma monografia

Os passos para se elaborar uma monografia são apresentados neste texto, de forma sintética, buscando orientar estudantes que têm a missão de redigir um trabalho monográfico.

 

Tema deve ser

delimitado

Veja aqui alguns critérios que podem auxiliá-lo a ter

êxito nesta etapa de

definição da pesquisa.

 

Problema com o

problema?

A formulação do problema é crucial para bom êxito da

pesquisa. Saiba como ela

ocorre.

 

O que é pesquisa? Para que se pesquisa em ciências sociais aplicadas?

 

Artigo explica como apresentar objetivos gerais e específicos do projeto

 

Pesquisa tem que ser relevante; projeto deve indicar sua

importância social e científica

 

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Para quem pesquisa e quer publicar em psicologia

Uma dica para os que estudam e pesquisam em Psicologia e querem publicar artigos ou elaborar periódicos na área: o livro Publicar em Psicologia, redigido por docentes e bibliotecários da USP, sob patrocínio do Conselho Federal de Psicologia, está disponível para download gratuito no blog dos editores. Em uma apresentação clara, os autores e colaboradores analisam o artigo científica sob a ótica editorial, orientam sobre como preparar um artigo e esmiuçam o processo de editoração de uma revista científica em Psicologia.

Finan promove 6º Encontro de Pesquisa

Com o tema "Produtividade e desempenho: a inserção regional no debate atual", a Finan (Faculdades Integradas de Nova Andradina) realiza, de 31 de agosto a 4 de setembro, seu 6º Encontro de Pesquisa. O encontro é aberto a pesquisadores e tem como modalidades de participação comunicações e painéis. Veja aqui o hotsite com a programação completa do evento e participe.

sábado, 1 de agosto de 2009

Referências devem seguir padrão da ABNT

O questionamento a seguir foi encaminhado por um internauta: “Como saber qual a norma que deve ser seguida? Existe um lugar que forneça as últimas atualizações da ABNT? Pois é uma boa desculpa dizer que não está seguindo as normas-bases – NBR 6023/2002 e NBR 10520/2002, por exemplo –, porque se está seguindo um adendo da NBR que ninguém conhece”.
Pois é, a questão das normativas técnicas de referências e apresentação de trabalhos acadêmicos não costuma ser muito clara em nossas instituições de ensino, realmente.
O site da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) aponta que as duas normas citadas pelo internauta NBR 6023/2002 (sobre referências bibliográficas) e a NBR 10520/2002 (citações em documentos) estão em pleno vigor. No entanto, tais normas são comercializadas pela ABNT, o que dificulta o acesso do estudante ao texto integral das normativas. Importante observar que as duas normas citadas trouxeram modificações em relação às anteriores. A 6023, por exemplo, trouxe referências de documentos eletrônicos (internet e e-mails) e materiais especiais, como mapas.
O que ocorre, no entanto, é que as próprias faculdades fazem adaptações da norma da ABNT, em conformidade com suas necessidades específicas.
Em alguns casos, os manuais de normalização dessas instituições não são completos, exigindo que além da consulta à norma institucional, o aluno ou professor tenha que recorrer também à ABNT. Quando o trabalho (tese ou TCC) vai então para a banca, aí ocorrem as situações inusitadas: conflitos de normas são apontados e o aluno (de graduação ou pós-graduação) fica “vendido”.
Agora, curioso foi o que nosso amigo internauta apontou: volta e meia alguém cita um “adendo” desconhecido da norma técnica para justificar suas posições. Dá a impressão que as normas, mesmo existindo e sendo padronizadoras, são uma espécie de terra de ninguém acadêmica. Um acesso mais amplo a elas poderia ajudar a diminuir esse tipo de situação.